Estados Unidos revelam métodos de tortura da CIA


PUBLICIDADE

O Senado norte-americano divulgou hoje (9) relatório sobreos métodos de tortura utilizados pela CIA (a agência de inteligência dosEstados Unidos) depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, motivandocríticas entre os republicanos que receiam reações violentas em todo o mundo.


As medidas de segurança foram reforçadas nas instalaçõesdiplomáticas e bases militares norte-americanas antes da publicação dorelatório que, no entanto, omite o conteúdo mais sensível.


O trabalho é fruto de uma investigação que durou mais detrês anos, entre 2009 e 2012, com o objetivo de revelar detalhes sobre oprograma criado em segredo pela CIA para interrogar os detidos suspeitos deligações com a Al Qaeda e que incluía simulações de afogamento e privação desono.


\"O presidente acredita que é importante que sejapublicado, para que as pessoas dos Estados Unidos e de todo o mundo compreendamexatamente o que se passa\", explicou Josh Earnest, porta-voz de BarackObama, que acabou com o programa quando chegou à Casa Branca em janeiro de2009.


Reconhecendo que não há \"um bom momento\" parapublicar um documento desse tipo, Josh Earnest disse ser indispensável a suadivulgação para assegurar que os fatos não voltem a ocorrer.


O relatório foi aprovado, em dezembro de 2012, por umacomissão do Senado que, em abril deste ano, votou a favor da divulgação de umresumo de 500 páginas.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE