Autuação por beber e dirigir cresce 38% em SP


PUBLICIDADE

O número de motoristas autuados por dirigir após o consumode álcool no Estado de São Paulo aumentou cerca de 38% em 2014, em relaçãoao ano passado, apesar de menos condutores terem sido submetidos ao teste dobafômetro. Os números fazem parte do levantamento da Operação Direção Segura,feito pela Polícia Militar.


Ao todo, 6.729 condutores foram pegos no teste do bafômetroem 2014, ante 4.868 no ano anterior. Apesar do aumento dos resultadospositivos, menos motoristas fizeram o teste: 49.682 neste ano, contra 56.084 em2013. Desse total, segundo a PM, 73 condutores cometeram crime de trânsito, enquantono ano passado foram 204 casos.


A lei seca estabelece que, até 0,34 decigrama detectado nobafômetro, o condutor deve ser multado em R$ 1.915,40 e responder a processopara ter a carteira de habilitação suspensa. Acima desse valor, a conduta éconsiderada crime de trânsito e o motorista responde na Justiça. Se condenado,pode ser punido com seis meses a três anos de prisão.


Iniciada em 2007, a Operação Direção Segura sofreualterações em 2013, passando a atuar em pontos específicos, onde há maior incidênciade acidentes e mortes de trânsito. De acordo com a PM, isso explicaria oaumento das autuações, embora menos pessoas tenham feito o teste.


\"A partir do cruzamento de dados, conseguimos localizaresses pontos e atuar de maneira mais focada\", afirmou o capitão SérgioMarques, porta-voz da corporação.


Em paralelo, o programa Operação Direção Segura Integrada,coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP),também constatou o aumento de cerca de 40% de motoristas que consumiram álcoolantes de dirigir. Foram autuadas por embriaguez 1.226 pessoas em 2013, ante1.713 neste ano. Do total, 243 e 312 motoristas, respectivamente, cometeramcrimes de trânsito.


Segundo a PM, vai haver aumento de 20% no número de blitzeem todo o Estado durante a Operação Verão, quando o Comando de Policiamento deTrânsito intensifica suas atividades. A operação vai de sexta até 17 defevereiro. As informações são do jornal \"O Estado de S. Paulo\".


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE