Cai índice de acidentes nas rodovias brasileiras, informa PRF


PUBLICIDADE

Balanço divulgado hoje (26) pela Polícia Rodoviária Federal(PRF) informa que, entre os dias 20 e 25 de dezembro, houve 183 mortes e 2.224feridos nos 3.258 acidentes registrados nas estradas brasileiras. Apesar dealtos, os números apresentados pela PRF demonstram uma diminuição bastantesatisfatória em alguns dos índices relativos a acidentes nas rodovias do país.


A começar pelo número total de acidentes (3.258), 17%inferior ao índice registrado no mesmo período do ano passado. Destes, 282foram classificados como graves – número 51% inferior ao de 2013. Já o númerode feridos (2.224) mostram que houve uma redução de 20%, na comparação com o mesmoperíodo de 2013.


De acordo com a PRF, essas reduções ocorreram principalmentedevido à Operação Rodovida, que vem sendo implementada pelo órgão desde oinício de dezembro. Foram feitas ao todo 127 mil fiscalizações nas estradasbrasileiras. Apesar de todo o esforço, há ainda, segundo a PRF, muitoscondutores que não foram sensibilizados sobre suas responsabilidades notrânsito. Prova disso é que, no período, a cada 63 testes de alcoolemia feitospelo órgão, um condutor foi flagrado dirigindo sob influência do álcool. Issoresultou na regirada de circulação de 569 condutores embriagados.


O Distrito Federal também registrou queda nos índicesregistrados nas sete rodovias que cortam a capital do país (BRs 020, 040, 050,060, 070, 080 e 251). Nesta unidade federativa, foram contabilizadas duasmortes, além de 59 feridos nos 67 acidentes registrados. Seis deles,considerados graves. A PRF informa que esses números representam uma queda de80% no índice de óbitos; de 26% no de feridos; de 17% no índice de acidentes;de 54% no relativo a acidentes graves.


Segundo a PRF no Distrito Federal a maior parte dessesacidentes se concentrou na BR-020 (saída para Nordeste) e BR-040 (saída paraSul e Sudeste). Entre os dias 20 e 25 de dezembro, a unidade da PRF fez, na região,cerca de 1,2 mil fiscalizações e ações nos pontos considerados críticos. Foramflagrados 14 condutores dirigindo sob a influência do álcool. Cinco deles forampresos.


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE