Ivinhema - MS, quarta-feira, 21 de novembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 29/01/2018 às 17h16

Rivais se unem, recusam Comerário sem torcida e vão ao MPE pedir liberação

Operário e Comercial iniciam força-tarefa com público no Morenão


- Correio do Estado

Foto: Divulgação

Operário e Comercial iniciam força-tarefa com público no Morenão

Às vésperas do Comerário, o maior clássico de Mato Grosso do Sul, presidentes de Operário e Comercial vão se unir nesta semana para buscar uma solução ao imbróglio que mantém o Estádio Morenão com portões fechados aos torcedores.

 

O jogo está marcado para as 16h (de MS) deste domingo (4/2) e a posição de ambos os clubes é clara: não jogarão o duelo mais importante do Estado sem torcida.

 

"A responsabilidade é nossa, dos clubes, por isso vamos buscar o Ministério Público Estadual (que não liberará os torcedores sem laudos complementares), assinar um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), se for preciso, mas brigar para mudar essa situação que tanto atrapalha o futebol do Estado", disse o presidente do Galo, Estevão Petrállas.

 

O primeiro encontro entre os dirigentes de Operário e Comercial com os promotores acontecem já na tarde desta segunda-feira (29). O objetivo é ter novidades sobre as liberações dos estádios da Capital até quarta-feira (31), ao menos.

 

"Eu sempre fui contra o Operário jogar nas Moreninhas, mas vamos abrir essa concessão. Não é possível que nosso público e nosso torcedor fique impedido de fazer festa", ciompletou Petrállas.

 

Os dirigentes prometem começar a fazer barulho. Além dos encontros com os promotores, está em pauta negociações com vereadores e deputados. "Lógico que não conseguiremos concluir todas as obras pedidas até o próximo domingo. Mas deve-se abrir concessões. Em todo o Brasil se abre. Já acordos, conversas. Por que não se repete o que foi feito no último campeonato, quando não tivemos incidentes, o público respondeu bem", apontou o mandatário alvinegro.

 

RESPOSTA 

 

Petrállas levará aos vereadores e deputados dados que comprovam o interesse do sul-mato-grossense pelo seu futebol, como o grande número de torcedores presentes na porta do fechado Morenão no domingo de manhã, quando o Galo bateu o Novo por 2 a 0.

 

O jogo teve transmissão ao vivo pelas redes sociais do clube, com audiência de mais de 270 mil visualizações, não só locais como de todo o Brasil. "É uma forma de compensar o que está acontecendo, que mostra o quanto o Operário tem a acrescentar para nosso futebol", disse Petrállasm, admitindo a supresa poelo número de acessos. "Isso é motivo de alegria."

 

A transmissão dos jogos pelas redes sociais, Facebook principalmente, é a única forma autorizada aos clubes no contrarto feito com a TV oque detém od ireitos do campeonato. 

 

Segundo Petrállas, todas as partidas que não sejam mostradas pela emissora serão transmitidas pelo Facebook e o clube estuda a possibilidade de passar aa ssim seu contronto com o Cuiabã (MT) pela primeira fase da Copa Verde. O jogo de ida do duelo é no próximo dia 7 de fevereiro, em Campo Grande.