Ivinhema - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 09/02/2018 às 10h31

IVINHEMA: Polícia Civil prende em flagrante homem que abusou de menina de 5 anos


Ivinoticias

Foto: Ivinoticias

PC de Ivinhema prendeu homem em flagrante

 

Na última terça-feira (06), a Polícia Civil de Ivinhema prendeu em flagrante um homem de 45 anos de idade, acusado de abusar de uma menina de cinco anos de idade.

 

De acordo com o informado pela Polícia Civil, os fatos ocorreram por volta das 12h00min, e foi presenciado pelo pai da vítima e outras testemunhas.

 

Conforme apurou o Site Ivinoticias, o pai da criança procurou a Delegacia e informou que um homem havia atraído sua filha de cinco anos e cobrindo-se com um guarda-chuva havia abraçado a garota e passando a mão pelo seu corpo e também havia lhe dado um beijo prolongado na boca.

 

Diante das informações, os policiais civis saíram em diligências e logo encontraram o homem.

 

O indivíduo foi conduzido a Delegacia de Polícia e, após a oitiva de testemunhas que confirmaram os fatos, bem como da vítima que narrou tudo de maneira detalhada, o homem foi ouvido, mas negou tudo.

 

O acusado foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e recolhido às celas da Delegacia de Polícia Civil de Ivinhema, onde aguarda a disposição da Justiça.

 

O Dr. Ricardo Cavagna, Delegado de Polícia de Ivinhema que participou das diligências para captura do acusado falou ao site, mas não deu maiores detalhes, em razão da vedação pelo Estatuto da Criança e do Adolescente de divulgações de fatos envolvendo crianças e adolescentes.

 

"O caso foi apresentado na Delegacia pelo pai da vítima, uma menina de apenas cinco anos de idade. Diante das informações dele, bem como do depoimento de outras testemunhas e da narrativa da própria criança, saímos em diligências e conseguimos prender o acusado que foi autuado em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável, pois agindo deliberadamente ele atraiu a criança e passou a beijá-la de maneira lasciva", relatou o Delegado.