PUBLICIDADE

Filho é condenado por ameaçar e xingar a mãe de 'velha safada'

| MIDIAMAX


A 2ª Turma Criminal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) manteve condenação de um filho por injúria qualificada, violência doméstica e ameaça contra mãe idosa e familiares. Somados todos os crimes, a pena chega a 5 anos e 6 meses de reclusão, mais 3 meses e 3 dias de detenção e 53 dias-multa (ao valor de 1/30 do salário mínimo para cada), em regime inicial fechado.

 

 

As ocorrências foram registradas nos dias 9 e 13 de novembro de 2016. Na primeira delas, a mãe tinha acabado de chegar da casa de uma das filhas, onde foi comemorar seu aniversário de 70 anos. Embriagado, o filho ficou aborrecido quando a mulher pediu para que ele baixasse o som e começou a xingá-la de “velha safada” e a quebrar objetos dentro de casa.

 

O neto, que também mora na mesma residência com a mãe e outro irmão, tentou defender a avó, e acabou sofrendo várias ofensas raciais e até ameaça de morte. A polícia foi acionada e o réu ficou preso por alguns dias. No entanto, no dia 13 de novembro, já solto, a pretexto de buscar uns pertences em casa, voltou a ameaçar e xingar a mãe para que ela retirasse a representação na delegacia.

 

A discussão se estendeu para a irmã e outro sobrinho. O réu foi preso novamente e denunciado pelo Ministério Público, respondendo à ação penal perante o Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Samambaia.

 

Na 1ª Instância, o réu foi condenado a 3 anos e 2 meses de reclusão; mais 3 meses e 10 dias de detenção; e 60 dias-multas, ao valor de 1/30 do salário mínimo, a unidade, em regime semiaberto. Como houve a confirmação da condenação em 2ª instância, o MPDFT pediu o imediato cumprimento da pena no regime fechado. O exame desse pedido deverá ser feito pelo juízo da Vara Criminal de origem do processo.



LEIA MAIS

Polícial
PM prende ex-cunhado suspeito de matar homem a machadadas em MS
Suspeito negou o crime
Polícial
Funcionários de olaria são presos com rifles
Polícial
Tiroteio termina com prisão de policiais e apreensão de avião com cocaína na fronteira
Sete policiais paraguaios foram presos
Polícial
Presos do PCC torturam agentes penitenciários durante rebelião em presídio
Um dos reféns teve o rosto cortado e recebeu diversas perfurações de faca artesanal. Os outros três servidores também foram agredidos
Polícial
Seminua, mulher de 35 anos é encontrada morta em casa de aluguel
Conforme levantamento da perícia, vítima estava morta há 14 dias
Polícial
Subtenente que ateou fogo em quartel terá que fazer tratamento
Ele foi considerado semi-imputável durante julgamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE