PUBLICIDADE

Supermercado é notificado por propaganda enganosa e pode pagar multa de R$ 50 mil

Fato foi constatado durante fiscalização do Procon Estadual, em Campo Grande

| TOPMIDIA NEWS


Por anunciar um produto em seu folheto de promoções e não possuir o mesmo para venda, supermercado da Capital, pode ser multado em até R$ 50 mil. O fato foi constatado durante fiscalização do Procon Estadual realizada nesta segunda-feira (19).

 

O produto anunciado era formado por um kit com quatro lâminas de barbear acompanhado de gel com 71g, vendido por R$ 22,00. Na loja os fiscais da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor (Procon-MS), ligada à Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), verificaram a movimentação do produto em relatórios internos e observaram que o produto estava com o estoque zerado na vigência da promoção.

 

O superintendente do Procon-MS, Marcelo Salomão, conta que a atitude do supermercado foi classificada como propaganda enganosa, cabendo assim aos fiscais tomarem as devidas medidas cabíveis ao caso, como a aplicação da multa. O Procon Estadual disponibiliza o número 151 e o Fale Conosco do site aos consumidores para informações e denúncias.



LEIA MAIS

Polícial
PM prende ex-cunhado suspeito de matar homem a machadadas em MS
Suspeito negou o crime
Polícial
Funcionários de olaria são presos com rifles
Polícial
Tiroteio termina com prisão de policiais e apreensão de avião com cocaína na fronteira
Sete policiais paraguaios foram presos
Polícial
Presos do PCC torturam agentes penitenciários durante rebelião em presídio
Um dos reféns teve o rosto cortado e recebeu diversas perfurações de faca artesanal. Os outros três servidores também foram agredidos
Polícial
Seminua, mulher de 35 anos é encontrada morta em casa de aluguel
Conforme levantamento da perícia, vítima estava morta há 14 dias
Polícial
Subtenente que ateou fogo em quartel terá que fazer tratamento
Ele foi considerado semi-imputável durante julgamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE