Ivinhema - MS, sexta-feira, 21 de setembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 23/02/2018 às 14h30

Amigos fazem campanha para ajudar médica internada em estado crítico na Capital

Beatriz Maegawa precisa de sangue B positivo; População pode procurar o Hemosul


Topmidia News

Foto: Reprodução / Facebook

Amigos e familiares pedem ajuda para doação sangue para a médica anestesiologista, Beatriz Maegawa Oliveira, que está internada em estado crítico na UTI do Hospital da Unimed, em Campo Grande. A médica tem uma doença hematológica e precisa de sangue B positivo.

 

Segundo publicação em rede social, Bia como é conhecida, precisa de fatores de coagulação para que seu sistema de coagulação seja restaurado ao normal. Plasma Fresco Congelado e crioprecipitado são subprodutos do sangue e que podem ser utilizados mesmo em tipos sanguíneos diferentes do receptor.

 

A médica teria operado nesta quinta-feira (22), e na madrugada de hoje (23).  

 

Como ajudar?

 

Os amigos pedem para quem puder ajudar, procurar o Hemosul, que funciona de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas. E no sábado das 7 às 12 horas. Para doar sangue é preciso estar munido de um documento oficial com foto, como a carteira de identidade ou de motorista.

 

Os doadores precisam ter entre 16 e 69 anos. Segundo a nova lei da doação de sangue aprovada em 2013. Há uma ressalva para quem tem 16 e 17 anos: o menor de idade tem que estar acompanhado de pai ou mãe ou responsável legal, ou então pode retirar na unidade de doação um modelo de declaração, levar para mãe ou pai ou responsável legal assinar e então reconhecer firma desta assinatura.

 

Caso o menor de idade seja emancipado pode vir doar sozinho trazendo o documento de emancipação. Se for casado traz a certidão de casamento que já é suficiente para a liberação. Também é importante lembrar que a primeira doação somente pode ser feita até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador de sangue.

 

Peso

 

Embora a nova lei permita a doação de pessoas abaixo de 50 Kg, a Hemorrede-MS reserva-se o direito de aceitar apenas doadores com 55 kg ou mais, para a melhor utilização do sangue coletado e segurança do doador.

 

Intervalo de doação: homens podem doar até quatro vezes ao ano com um intervalo mínimo de dois meses. Mulheres podem doar até três vezes ao ano com um intervalo mínimo de três meses. Após os 60 anos tanto homens como mulheres devem obedecer o intervalo mínimo de seis meses.

 

Outras recomendações

 

Doenças que impedem a doação: doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares, hepáticas, autoimunes, diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, sangramentos anormais, convulsões, ou portadores de doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue como Doença de Chagas, Hepatite, AIDS, Sífilis. Se estiver com gripe ou alergia deve esperar sete dias após sarar para doar sangue.

 

Medicamentos: alguns medicamentos impedem a doação. Portanto fale para o profissional de saúde que for lhe entrevistar os remédios que está utilizando.

 

Vacinas: As vacinas impedem temporariamente a sua doação. Por isso, aproveite para doar sangue antes de tomar a dose de vacina.

 

Alimentação: Não esqueça: a pessoa deve estar bem alimentado para doar sangue. Como muitos pensam não se pode doar sangue em jejum. É diferente de quando vamos fazer exames laboratoriais de sangue, para os quais o jejum é recomendado. Mas você pode evitar alimentos com excesso de gordura quando vier doar sangue. É recomendado que se alimente bem, porém, de forma saudável.