Ivinhema - MS, terça-feira, 14 de agosto de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 13/03/2018 às 09h30

Após estreia como titular, Mantuan ganha moral para 'testes de fogo'


- gazeta Esportiva

Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

Mantuan pode ter a responsabilidade de atuar no mata-mata do Paulista

O outrora volante e agora lateral direito Mantuan fez sua estreia como titular do Corinthians no último domingo, contra o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, recebendo diversos elogios pela partida desempenhada. Com moral após os comentários do técnico Fábio Carille, ele agora pode ter de encarar testes um pouco mais complicados no Estadual.

 

Com a convocação de Fagner para a Seleção Brasileira, que vai disputar amistosos contra Rússia, no dia 23, e Alemanha, no dia 27 deste mês, o garoto deve herdar a posição do selecionável para o segundo embate das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Bragantino, no estádio de Itaquera, ainda sem data definida.

 

Caso o Timão passe pelo adversário e se classifique às semifinais, Mantuan é a escolha mais provável também para essa fase, já que Fagner só conseguiria atuar em uma possível volta. Ainda assim, o jogador teria de mostrar boa condição física apenas um dia depois do amistoso da Seleção e precisando encarar um longo voo entre Berlim e São Paulo.

 

“Vai depender muito da logística, se vai dar tempo, a gente conversa quando chegar”, comentou o próprio Fagner, que demonstrou confiança na capacidade de o jovem de 20 anos substitui-lo à altura, não importa quem seja o adversário corintiano.

 

“Infelizmente, pelo campeonato não parar nas datas de jogos das seleções, a gente sabe que vai perder jogos aqui. Mas sabemos também que o Mantuan fez um bom jogo, vai entrar e tem condições de me substituir bem”, continuou o camisa 23, único corintiano na lista de Tite. Os paraguaios Balbuena e Romero, que não se classificaram para a Copa, também têm compromisso no dia 27.

 

Visto como um dos jovens de maior potencial das últimas quatro gerações da base do clube, que chegou a todas as finais da Copa São Paulo entre 2014 e 2017, Mantuan agradava Carille muito antes até de subir ao profissional. Em 2016, quando jogava o Brasileiro sub-20, foi bem avaliado pelo próprio treinador, então auxiliar, que o colocava até acima de Léo Príncipe nas suas expectativas.

 

Como Mantuan lesionou-se logo no início da temporada passada, a expectativa do comandante de vê-lo como principal reserva de Fagner acabou adiada em um ano, até que a cria da base demonstrasse capacidade física de lidar com essa responsabilidade. O teste, aparentemente, está próximo de acontecer.