Ivinhema - MS, sexta-feira, 21 de setembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 14/03/2018 às 13h47

Ação da PM com helicóptero abordou 115 pessoas no ‘mapa criminal’ de Dourados

Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública deu detalhes da operação militar realizada em bairros da periferia da cidade na terça-feira


94Fm Dourados

Foto: Divulgação/3º BPM

O Governo de Mato Grosso do Sul divulgou nesta quarta-feira (14) um balanço da operação saturação, desencadeada pela PM (Polícia Militar) ontem (13) em Dourados com apoio de um helicóptero. Seguindo o “mapa criminal” do município, os militares abordaram 115 pessoas em 11 locais diferentes – bairros da periferia – e vistoriaram 25 veículos. Não há informação sobre prisões ou apreensões. 

 

“Operações como essa realizada ontem, além de fortalecer a segurança da cidade serve como demonstração da força logística e operacional da Polícia Militar. A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e o Comando Geral da corporação tem nos apoiado em ações preventivas e repressivas em Dourados, investindo em melhor logística e nos profissionais para que possamos manter a tranquilidade da cidade. Daqui pra frente atividades como essa se tornarão cada vez mais comuns”, declarou o tenente-coronel, Carlos Silva, comandante do 3º BPM (Batalhão de Polícia Militar). 

 

De acordo com a imprensa oficial do Estado, a operação realizada ontem tinha caráter preventivo. Enquanto o helicóptero do GPA (Grupamento de Policiamento Aéreo) sobrevoava bairros da periferia de Dourados (assista abaixo), guarnições do Choque, Força Tática, Getam (Grupo Especializado Tático Motorizado) e Rádio Patrulha atuavam em terra.

 

No total foram 115 pessoas abordadas, 11 locais e 25 veículos vistoriados. A operação em Dourados foi planejada pelo comando do 3º BPM, subsidiada por informações da Agência Local de Inteligência (ALI) e também pelo mapa criminal do município, com objetivo de dar maior tranquilidade às pessoas que residem, trabalham ou transitam na região do Parque das Nações, Sitiocas, Campo Belo, Campina Verde, bem como Dioclécio Artuzi e Jardim Guaicurus”, detalha a assessoria de comunicação social da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública).