Ivinhema - MS, quarta-feira, 19 de setembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 11/04/2018 às 16h30

Greve: Escola Estadual vira caos com a falta de funcionários

Banheiros estão imundos e a merenda é bolacha de água e sal com leite


Topmidia News

Foto: Whatsapp

O cheiro insuportável de dejetos tomou conta da Escola Estadual Dóris Mendes Trindade, nesta quarta-feira (11), com a greve dos servidores administrativos da rede estadual de ensino em Aquidauana Sem funcionários da limpeza, merenda e secretaria, o estabelecimento opera apenas com a direção e os professores.

 

Os alunos do ensino médio procuraram a reportagem para relatar o sofrimento que estão passando com a sujeira dos banheiros e a falta de merenda. Segundo os estudantes, há 2 dias são servidos apenas biscoitos de sal e leite. A coordenação teria comunicado que a partir de amanhã não haverá mais refeições.

 

 

A situação da limpeza,  conforme os adolescentes, é de pânico. Os banheiros dos alunos estão praticamente interditados e o mau cheiro já invadiu os corredores da escola. Nas rodas de conversas, os jovens já cogitam não irem mais para as aulas por causa da ausência dos serviços básicos da instituição.

 

A greve

O comando da Fetems (Federação dos Trabalhadores na Educação de Mato Grosso do Sul), Sinfae (Sindicato dos Funcionários da Educação) e o secretário estadual de Administração, Carlos Alberto Assis, marcaram reunião para o fim da manhã desta quarta-feira (11), para debaterem a greve dos servidores administrativos que atuam nas escolas, deflagrada ontem, terça-feira.

 

O impasse envolvendo os cerca de 6 mil funcionários que atuam no setor administrativo das escola têm a ver com a incorporação de R$ 200 no salário dos servidores.

 

As unidades com aulas no período integral, em Campo Grande, dispensaram os alunos no turno da tarde de ontem.

 

Além disso, os administrativos querem a promoção de concurso público e que o governo mexa no plano de cargo e carreira da categoria.