Ivinhema - MS, quarta-feira, 21 de novembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 26/05/2018 às 09h42

Fluminense tenta quebrar tabu contra a Chapecoense no Maracanã


DAS AGÊNCIAS

Foto: Divulgação

Disposto a se manter no G-6, a zona de classificação para a Copa Libertadores, o Fluminense vai precisar quebrar um tabu no duelo deste sábado, às 15h (de MS), diante da Chapecoense, no Maracanã, no Rio de Janeiro, na abertura da sétima rodada do Campeonato Brasileiro Série A. O Tricolor nunca conseguiu derrotar esse adversário. Em oito confrontos até aqui, foram seis triunfos catarinenses e dois empates.

 

O tabu entre as equipes foi motivo de conversa no Fluminense, já que foi amplamente tratado pela imprensa. Sob orientação do técnico Abel Braga, os jogadores tricolores preferiram minimizar o fato.

 

“A gente tem de esquecer o tabu. Estamos fazendo um bom trabalho. É importante vencer o jogo para somar mais pontos, ter continuidade e manter uma boa posição na tabela. A Chapecoense é um adversário difícil, pois estão na Copa do Brasil e ganharam do Flamengo. Vamos bolar a estratégia, ser paciente e esquecer o tabu. Se ficar com isso na cabeça, podemos nos atrapalhar”, disse o lateral-esquerdo Marlon.

 

O Fluminense, porém, chega para este jogo melhor que seu adversário. Embalado pelo triunfo de 2 a 0 em casa sobre o Atlético-PR, o time carioca é o quinto colocado com dez pontos conquistados, quatro a mais que a Chapecoense, que quer se recuperar da derrota de 3 a 0 para o Internacional, no Rio Grande do Sul, que a deixou flertando perigosamente com a zona de rebaixamento.

 

“O nosso pensamento é a conquista de uma vaga na Copa Libertadores e precisamos de um grande resultado. Temos que nos impor em casa. Vai ser muito complicado, pois a Chapecoense vai vender caro qualquer resultado. Mas temos que colocar em nossa mente que para atingirmos nossas metas teremos que nos impor no Rio de Janeiro”, disse o apoiador equatoriano Junior Sornoza.

 

Abel Braga não vai fazer nenhuma modificação em relação ao time que derrotou o Atlético, por entender que precisa manter o entrosamento do time que foi muito bem diante dos paranaenses.

 

Pelo lado da Chapecoense, o técnico Gilson Kleina prega a tranquilidade para a sua equipe não sofrer mais do que deve no duelo contra os tricolores.

 

“Nós não podemos nos desesperar quando perdemos e nem valorizar grandes resultados em uma competição equilibrada e desgastante como é o Campeonato Brasileiro. O importante neste momento é termos tranquilidade e trabalharmos bem o que pensamos diante do Fluminense. O nosso grupo tem condições de fazer um jogo de igual para igual e voltar do Rio de Janeiro com um resultado positivo”, disse Kleina.

 

Para este compromisso Kleina vai fazer apenas uma modificação em relação ao time que foi derrotado pelo Internacional. O zagueiro Rafael Thyere retorna de suspensão e assume a vaga de Luiz Otávio.

 

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE-RJ X CHAPECOENSE-SC

 

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 26 de maio de 2018 (Sábado)
Horário: 15h (de MS)
Árbitro: Rafael Traci (Paraná)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

 

FLUMINENSE: Júlio César, Gum, Renato Chaves e Luan Peres; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza e Marlon; Marcos Júnior e Pedro
Técnico: Abel Braga

 

CHAPECOENSE: Jandrei, Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo e Héctor Canteros; Arthur, Guilherme e Wellington Paulista
Técnico: Gilson Kleina