Ivinhema - MS, segunda-feira, 20 de agosto de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 09/06/2018 às 08h47

Mato Grosso do Sul é o sexto estado que mais mata mulheres no país

O resultado faz parte do Atlas da Violência 2018, que foi lançado nesta semana


Topmidia News

Foto: Arquivo Top Mídia News

O Estado de Mato Grosso do Sul tem a sexta maior taxa de homicídios de mulheres no Brasil. O resultado faz parte do Atlas da Violência 2018, que foi lançado nesta semana pelo Instituto de Pesquisas Econômica Aplicada (IPEA) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

 

Os dados mostram que, entre os anos de 2006 e 2016, MS ficou apenas atrás de Roraima, Paraná, Goiás, Mato Grosso e Rondônia. Conforme o Atlas da Violência, em 2016, 80 mulheres foram mortas, número muito maior do que no ano anterior, quando foram 55 mortes, o equivalente  a um aumento de 45%.

 

Em Mato Grosso do Sul, os números de violência contra as mulheres são absurdos. Um exemplo é o número de feminicídios. Segundo a Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), as estatísticas já mostram que o número de assassinatos de mulheres também cresceu em 2018.

 

De janeiro a maio deste ano foram 15 mulheres assassinadas, número maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando totalizaram 11 mortes.

 

Na contramão, mesmo com o número alarmante de crimes contra as mulheres, os homicídios de modo geral diminuíram. Ainda conforme a pesquisa do Atlas, MS ocupa a 5ª posição mais baixa do ranking.

 

A taxa de homicídios por 100 mil habitantes de MS foi de 25,0. Abaixo apenas a de São Paulo, 10,9; Santa Catarina, 14,2; Piauí, 21,8 e Minas Gerais, 22,4.