Ivinhema - MS, segunda-feira, 19 de novembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 11/06/2018 às 15h21

Com “As Aventuras de Poliana” SBT volta a competir pela audiência de novelas


IG Gente

Foto: Divulgação

A nova produção do SBT , “As Aventuras de Poliana” estreou em maio com o intuito de retomar a potência do canal nas novelas. Bem segmentado no nicho dos folhetins infanto-juvenil, o canal viu uma queda na audiência durante “Carinha de Anjo”.

 

 Sendo assim, a expectativa para que “ As Aventuras de Poliana ” melhorasse os índices da emissora era grande. Agora, há cerca de um mês no ar, a produção parece estar cumprindo seu propósito.

 

Na última semana, apoiada pelo fim de “Carinha de Anjo”, a nova novela teve altos índices de audiência, chegando a picos de 18 pontos em São Paulo. Competindo com o horário nobre da Globo, que transmite “Segundo Sol”, o SBT conseguiu conquistar a vice-liderança.

 

O fator “novidade” pode ter contribuído para os bons índices. “As Aventuras de Poliana” é inspirada no romance “Pollyanna” de Eleanor H. Porter e já foi adaptada para a TV no Brasil, mas em 1956. Sendo assim, não está fresca na memória como as outras produções desenvolvidas pelo canal nos últimos anos, como “Chiquititas” e “Carrossel”.

 

Mas, além de apresentar um texto novo, outro motivo que impulsiona a novela é a potência de uma das estrelas do canal, a atriz Larissa Manoela . Afastada dos folhetins desde “Cúmplices de um Resgate” em 2016, Larissa aumentou ainda mais sua legião de fãs nesse período e é uma das mais conhecidas (e rentáveis) estrelas teen do momento.

 

Apesar de não ser a personagem central (a história gira em torno de Poliana, Sophia Valverde, de 12 anos), Larissa ajuda a aumentar o alcance da novela. Usar atores levemente mais velhos também ajuda. “Carinha de Anjo” tinha crianças muito novas. Com “Poliana”, o elenco tem uma faixa etária um pouco mais alta, o que contribui para uma maior qualidade do folhetim.

Revezes

O SBT, assim como já havia ocorrido com a Globo, foi notificado na última pelo Ministério Público do Trabalho pela falta de diversidade no elenco. Com uma equipe de atores grande, e se tratando de uma escola, não ter representatividade é um sério problema, que ainda pode ser revisto.

 

Além disso, o SBT costuma alongar, e muito, suas novelas. “Carinha de Anjo” ficou no ar entre novembro de 2016 e junho deste ano. Por ser uma obra aberta, novas histórias podem surgir no processo. Mas a probabilidade é que o folhetim canse e se torne repetitivo.

 

Ainda assim, “ As Aventuras de Poliana ”, escrita por Íris Abravanel, tem cumprido com a expectativa e, se conseguir manter os índices recentes, pode virar o hit que o SBT tanto almeja desde “Carrossel”.