Ivinhema - MS, sábado, 22 de setembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 18/08/2018 às 08h59

Homem que matou travesti em MS com 80 facadas é preso no Alagoas


Campo Grande News

Foto: Rio Brilhante em Tempo Real

Alessandro morava em Rio Brilhante mas fugiu para a terra natal após o crime.

Foi preso nesta quinta-feira (16) na cidade de Anadia, no Alagoas, o segundo suspeito de envolvimento na morte da travesti “Fernanda da Biz” com mais de 80 facadas, na madruga de 08 de julho, na estrada da Estiva em Rio Brilhante.

 

Alessandro dos Santos Barbosa, de anos 25, morava na Rua Expedicionário Hugo Gonçalves, na Vila Nova Esperança no município, mas fugiu para a terra natal no dia seguinte ao crime, segundo a polícia. 

 

Anadia fica a 98 quilômetros da capital de Alagoas, Maceió, e a cerca de de 2.993 quilômetros de Rio Brilhante. Alessandro agiu a mando de outra travesti, de 16 anos, que também foi apreendida, ainda no dia 20 de julho.

 

A adolescente confessou ter planejado matar a vítima por conta da disputa de um ponto de programas sexuais, próximo a um bar movimentado em Rio Brilhante.

 

A travesti também detalhou a participação de Alessandro que ao ser preso, negou ter envolvimento com o assassinato, mas como já estava com mandado de prisão preventiva decretado, está detido no Alagoas.

 

O crime 

 

De acordo como delegado responsável pelo caso, Andre Luiz de Mendonça, a mandante do crime já acumulava passagens pela polícia e inicialmente de duas versões sobre o crime. Em primeiro depoimento ela disse que matou Fernanda, com ajuda de dois rapazes, que chegaram a ser presos, mas alegaram que a travesti estava querendo ”jogar a culpa” neles. Eles prestaram depoimento e foram liberados.

 

Durante as investigações, no entanto, a travesti admitiu a participação de Alessandro. À polícia, a adolescente contou que decidiu matar Fernanda depois que ela começou a frequentar seu ponto de programas na Avenida Lourival Barbosa. O local era próximo a um bar movimentado da cidade. 

 

Na noite do crime, a adolescente convidou a vítima para irem usar drogas na estrada da Estiva como é chamada a região da cidade. A adolescente montou na garupa da moto da vítima e as duas seguiram ate a estrada. Ao chegarem no local, no entanto, a vítima foi surpreendida por Alessandro quem teria lhe esfaqueado.

 

Após as perfurações a travesti ainda dilacerou a cabeça da vítima com uma pedra. ”Estava com muita raiva dela” disse à polícia. Depois do crime os dois assassinos deixaram o local sem levar nada da vítima, ainda conforme o Rio Brilhante em Tempo Real. A adolescente foi encaminhada para a Unei de Campo Grande.