Ivinhema - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

20º min
28º min



Publicado em: 12/09/2018 às 09h13

NOVO HORIZONTE DO SUL: PM e PMA resgatam filhotes de papagaios


Ivinoticias

Foto: Divulgação

Papagaios resgatados

A Policia Militar de Novo Horizonte do Sul e a Polícia Militar Ambiental de Naviraí resgatou na noite de terça (11), 47 filhotes de papagaio mantidos em cativeiro.

 

Os policiais militares lotados no GPM de Novo Horizonte do Sul, receberam denúncia de que em uma residência na rua dos Lírios, haviam filhotes de papagaios capturados ilegalmente na natureza e mantidos em cativeiro.  Tendo em vista a natureza do caso, os policiais solicitaram apoio da equipe da polícia ambiental que no local, foram recebidos por um adolescente de 14 anos e que ao ser  perguntado se haviam aves silvestres guardadas em sua residência, afirmou que em um dos quartos da residência estavam guardados vários filhotes de papagaios.

 

Os policiais encontraram na residência  47 filhotes de aves silvestres da espécie papagaio-verdadeiro (Amazona aestiva), com idades entre 10 e 40 dias de vida. As aves estavam depositadas em 03 caixas de papelão e em 1  balde de plástico, escondidos dentro de um guarda-roupa e embaixo de uma cama. Acondicionamento irregular para qualquer tipo de ave, capaz de, por si só, impor dor e sofrimento nos animais, evidenciado, portanto, os maus tratos a que os animais estavam sendo submetidos.

 

O jovem afirmou ainda que os animais foram capturados e estavam sendo guardados pelo seu pai, e que não sabia do paradeiro de seu genitor, pois quando chegou de seu trabalho não o encontrou em casa.

 

A equipe da PMA, deslocou-se até o GPM de Naviraí no intuito de prestar os primeiros cuidados aos animais silvestres, não só para mitigar o sofrimento dos filhotes, mas, sobretudo para evitar que algum deles morressem, dada sua fragilidade em razão do pouco tempo de vida e condições precárias de guarda as quais foram submetidos.

 

O acusado foi multado administrativamente em R$ 500,00 por ave capturada ilegalmente na natureza (47 pássaros), bem como em R$ 500,00 por ave submetida a maus tratos (47 pássaros), o que totalizou uma sanção de R$ 47.000,00. As aves foram apreendidas para encaminhamento ao Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) em Campo Grande.