Ivinhema - MS, domingo, 9 de dezembro de 2018

17º min
32º min



Publicado em: 06/12/2018 às 10h01

Capitão Bruno Henrique rejeita obrigação por títulos após Brasileiro


Gazeta Esportiva

Dono da tarja de capitão do Palmeiras, Bruno Henrique fala com orgulho sobre a honra de erguer a taça de campeão brasileiro. Na visão do meio-campista, o sucesso alcançado pelo clube alviverde em 2018 não implica na obrigação de ganhar títulos na próxima temporada.

 

“É algo que as pessoas e a imprensa falam fora do campo. É claro que o Palmeiras tem condição de entrar forte para brigar pelos títulos. Isso, com certeza. Mas, obrigação de vencer, no futebol não existe”, afirmou Bruno Henrique em entrevista à Gazeta Esportiva.

 

O Palmeiras já anunciou as chegadas do meia Zé Rafael (Bahia) e do atacante Arthur Cabral (Ceará). O clube alviverde, em busca de reforços pedidos por Luiz Felipe Scolari, também renovou com Fernando Prass, Jailson, Edu Dracena e contratou Mayke, antes emprestado até o fim de 2018.

 

“Por tudo que envolve o Palmeiras, sabemos da pressão que é. Mas temos que jogar tranquilos e fazer nosso trabalho bem feito. Ganhar título é uma consequência e não podemos entrar em campo com a pressão de obrigação. A obrigação tem que ser lutar pelos títulos e, isso, com certeza vamos fazer”, afirmou Bruno Henrique.

 

O atacante Dudu, protagonista do título brasileiro, tem contrato com o Palmeiras até o fim de 2022, mas pode ter sua passagem abreviada diante de uma nova proposta do exterior. Bruno Henrique admite que o camisa 7 faria falta, mas aposta que o clube não demoraria para se recuperar em caso de uma eventual transferência.

 

“O Dudu vem provando há anos a importância que tem. Em 2018, fez uma temporada fantástica e é identificado com o clube. Se sair, vai ser uma perda muito grande, mas tenho certeza que o Palmeiras se recuperaria rápido. Especula-se muito se ele sai ou fica. Esperamos que faça o melhor para ele e seja feliz”, resumiu.