Ivinhema - MS, quarta-feira, 24 de abril de 2019

19º min
30º min



Publicado em: 04/01/2019 às 21h00

NOVO HORIZONTE DO SUL: Câmara pagou quase R$ 130 mil para empresa acusada de pagar propina a vereadores

Presidente Vereador Ademir de Oliveira (PR) manteve o contrato com a empresa Quality Sistemas Ltda durante seu mandato.


Ivinoticias

Foto: Ivinoticias

Câmara de vereadores de Novo Horizonte do Sul manteve o contrato com a empresa Quality Sistemas Ltda investigada pelo MPE

 

Nos dois primeiros anos desta legislatura da câmara municipal de Novo Horizonte do Sul, já gastou quase R$ 130 mil com a empresa que esta sendo investigada após prisões na Operação Cifra Negra realizada na Câmara Municipal de Dourados neste último mês de dezembro.

 

Conforme apurou o Site Ivinoticias, a empresa Quality Sistemas Ltda com sede em Campo Grande esta sendo investigada, de acordo com o Ministério Público essas empresa, foi contratada através de licitações fraudulentas e pagavam propina para vereadores e servidores da Câmara para explorar os serviços a preços superfaturados em Dourados.

 

Já em Novo Horizonte do Sul, neste último dois anos no qual o vereador Ademir presidente da câmara, e poucos meses da administração do vereador Daniel, foram gastos com a empresa Quality Sistemas Ltda R$ 67.529,64 em 2017, já neste ano foi pago R$ 61.902,27.

 

O dono da Quality Denis da Maia, como os demais proprietários das outras empresas envolvidas e vereadores estão presos.

 

POLÍTICOS ASSOMBRADOS

 

A Operação Cifra Negra, que levou três vereadores e um suplente à prisão em Dourados, ganhou dimensão estadual e vem causando insônia em políticos de 30 municípios sul-mato-grossenses. Investigação aponta indícios de que o esquema de fraude em licitação e pagamento de propina envolve 100 vereadores.