PUBLICIDADE

Mãe salva por filho morto ao protegê-la de assalto está 'à base de remédios', diz tio do rapaz

Matheus Lessa entrou na frente de tiro e foi atingido; vítima havia acabado de se formar em psicologia


Parentes de Matheus Lessa falaram sobre como jovem costumava ajudar a família, apesar da grande dedicação aos estudos. Na noite de terça-feira (15), ele foi assassinado a tirosquando protegia a mãe de bandidos que roubaram o mercado mantido pela família, em Barra de Guaratiba, Zona Oeste do Rio.

 

"Era um rapaz que sempre nos ajudou, apesar da rotina de estudos – ele terminou a faculdade há pouco tempo", lamentou o tio, Vilson Lessa. "A mãe dele está arrasada, à base de remédios. Ela ainda tentou correr atrás dos bandidos. Essas pessoas não tiveram pena, nem dó. Tiraram a vida de um garoto. "

 

Muito abalado, o comerciante Luciano Lessa, pai da vítima, não conseguiu reconhecer o corpo do filho: "Não tive coragem", admitiu. "Eu estava no nosso outro mercado. Foi quando meu outro filho recebeu um telefonema informando sobre o que havia acontecido. Corri até lá, mas quando cheguei, o Corpo de Bombeiros já o havia levado. Era um menino muito bom, muito querido, cuidava da gente".

 

Por volta das 19h30 de terça-feira, dois ladrões chegaram ao estabelecimento, na Rua Francisco Furtado, e exigiram o dinheiro do caixa. Quando a mãe do estudante disse que não tinha mais nada, os bandidos a ameaçaram.

 

Nesse momento, Matheus se jogou na frente da mãe e acabou baleado - os bandidos fugiram logo em seguida. O mercado não tinha câmeras de vigilância, e o circuito interno dos vizinhos estava desligado.

 

O jovem ainda foi socorrido, mas morreu a caminho do Hospital Municipal Rocha Faria, em Campo Grande.

 

Matheus havia acabado de se formar em psicologia e se preparava a festa de conclusão de curso.

 

"A primeira informação que temos é que os dois bandidos chegaram em uma moto para assaltar o mercado. A mãe da vítima relatou que, há um mês, esses homens já haviam roubado o estabelecimento – no momento em que se aproximaram, ela reconheceu um deles. Queremos encontrar algum outro local nas proximidades que tenha câmera de segurança para identificarmos esses criminosos", explicou o delegado da Divisão de Homicídios, Evaristo Pontes.

 



LEIA MAIS

Polícial
PM prende ex-cunhado suspeito de matar homem a machadadas em MS
Suspeito negou o crime
Polícial
Funcionários de olaria são presos com rifles
Polícial
Tiroteio termina com prisão de policiais e apreensão de avião com cocaína na fronteira
Sete policiais paraguaios foram presos
Polícial
Presos do PCC torturam agentes penitenciários durante rebelião em presídio
Um dos reféns teve o rosto cortado e recebeu diversas perfurações de faca artesanal. Os outros três servidores também foram agredidos
Polícial
Seminua, mulher de 35 anos é encontrada morta em casa de aluguel
Conforme levantamento da perícia, vítima estava morta há 14 dias
Polícial
Subtenente que ateou fogo em quartel terá que fazer tratamento
Ele foi considerado semi-imputável durante julgamento
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE