Ivinhema - MS, quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

21º min
28º min



Publicado em: 08/02/2019 às 10h18

Testes de Carille não funcionam e Corinthians fica sem 3 definições importantes


Jovem Pan

Foto: Rodrigo GazzanelAg. Corinthians

 

O Corinthians jogou mal nesta quinta-feira (8), pela Copa do Brasil, e só garantiu a classificação porque o regulamento beneficia os times de maior investimento. Afinal bastou um empate com o Ferroviário, time da Série C, para avançar. Mas o técnico Fábio Carille não comemorou após o jogo, porque sabe que o Timão ainda precisa de pelo menos 3 definições importantes.

 

“A gente tem que melhorar o nosso jogo, nosso conjunto, estou acelerando para definir o quanto antes uma forma de jogar. Tenho dúvida ainda”, admitiu Carille.

 

Essa dúvida de Carille envolve tanto o esquema tático quanto a escalação do time titular. O principal problema é a tática, que tem variado bastante. Nesta quinta, apesar de ter mantido a base do time que venceu o Palmeiras no sábado passado, aconteceram mudanças de posicionamento. Os testes não funcionaram bem. E Carille sabe que precisa evitar tantas mudanças.

 

“Tenho que definir para que eles saibam o quanto antes o que fazer com bola e sem bola. Foi uma formação diferente da contra o Palmeiras, quando eu trouxe o Ramiro para dentro. Hoje trouxe o Ramiro para uma linha mais adiante. Eu preciso definir o quanto antes a forma de jogar, isso vai facilitar para todo mundo”, analisou o técnico.

 

Além da tática, Carille precisa definir quem vai jogar no sistema ofensivo. Sobram duas vagas, já que Jadson e Gustagol são titulares absolutos no momento. Mas sobram candidatos. Sornoza tem sido muito utilizado, mas ainda não brilhou. Vagner Love deve receber mais chances, pois teve atuação razoável contra o Ferroviário, mesmo sendo estreante. E no elenco ainda tem Pedrinho, Mateus Vital, Clayson, André Luis, Gustavo Mosquito e Sergio Diaz como opções.

 

As linhas de defesa aparentemente estão mais definidas, com Cássio, Fagner, Henrique, Manoel, Danilo Avelar, Ralf e Ramiro. Mas os 2 gols sofridos contra o Ferroviário geram preocupação e também podem causar mudanças.