Ivinhema - MS, quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

21º min
28º min



Publicado em: 10/02/2019 às 09h27

IVINHEMA: Operação policial impede festa clandestina


Ivinoticias

Foto: Divulgação

Ação policial coíbe festas clandestinas em Ivinhema

 

Nesta sábado (9), a Polícia Civil e a Polícia Militar de Ivinhema, em conjunto com a Força Tática de Nova Andradina iniciaram a primeira de uma série de intervenções na cidade para coibir festas clandestinas realizadas nos limites da zona urbana de Ivinhema.

 

Segundo apurou o Ivinoticias, a operação foi comandada pelo Delegado da Polícia Civil, Caio Goto, e pelo comandante da Polícia Militar, Tenente Neviton Lunardo, que deslocou todo o efetivo da PM na ação.

 

O Conselho Tutelar de Ivinhema acompanhou toda a operação para garantir o direito das crianças e adolescentes presentes na festa, e participou das diligências de acionamento imediato dos pais e responsáveis.

 

O foco da ação conjunta, segundo informou o Tenente Lunardo,  foi a identificação de traficantes de drogas nesses ambientes, a identificação dos responsáveis pela comercialização de bebidas alcoólicas a menores, a condução para a Delegacia de usuários de drogas, e a fiscalização de veículos adulterados ou com registro de furto estacionados no local.

 

“Além disso, o ponto principal da ação foi a condução dos organizadores para a Delegacia. Eles podem ser responsabilizados pela contravenção penal de exercício irregular de atividade, e dependendo da situação, por participação em outras atividades ilícitas praticadas no local”, disse o Delegado Caio Goto a redação do Ivinoticias.

 

Conforme foi apurado, as atividades terão continuidade durante todo o primeiro semestre de 2019, para a responsabilização de organizadores e colaboradores dessas festas clandestinas, inclusive de locadores de chácaras e espaços privados que atuam em conluio e lucram com isso.

 

“Se percebeu que essas festas são realizadas sempre nos mesmos locais, e os locadores desses ambientes nada fazem para informar as autoridades sobre o que ocorre. Se verificado como necessário, a Polícia Civil certamente comunicará ao Ministério Público também o envolvimento dos locadores dos espaços em que acontecem essas festas. Não são uma, ou duas festas, são festas clandestinas com comercialização de drogas durante o ano todo”, disse o Delegado.

 

Segundo a legislação de Mato Grosso do Sul, até mesmo a Prefeitura Municipal precisa da expedição de alvarás da Polícia Civil e dos Bombeiros Militares para a realização de eventos de acesso público.

 

Grande parte dos bares e casas noturnas da cidade são mensalmente autorizados mediante a apresentação de documentação, para funcionar dentro da regularidade. Aqueles que não apresentam, ficam sujeitos a fiscalização e intervenção de funcionamento, respondendo seus proprietários perante a Justiça.

 

“Ações idênticas a de hoje serão em breve repetidas. Já temos nomes de organizadores e focos para agir. O problema em si não é a festa, mas a falta de regularização e fiscalização durante a sua execução, e com isso fomentando o tráfico e o desrespeito principalmente aos direitos de adolescentes”, explicou a Delegada Gabriela.

 

As denúncias anônimas de atividades clandestinas e irregulares podem ser feitas diretamente nos telefones da Polícia Civil e Militar, ou ainda ao Conselho Tutelar de Ivinhema.