Ivinhema - MS, terça-feira, 21 de maio de 2019

17º min
29º min



Publicado em: 15/03/2019 às 15h20

FÁTIMA DO SUL: Prefeitura deixa lixo a céu aberto próximo a escola municipal


- MS 24h

Foto: Whats App / MS24h

Reclamações são devido o descarte de lixo e galhos de arvores próximo a escola. Segundo moradores, os galhos foram deixados pela prefeitura, já o lixo a população descarta incorretamente.

 

Moradores próximos da Escola Municipal CAIC, e até mesmo pais de alunos procuraram nossa reportagem para reclamarem da lixeira a céu aberto nas proximidades da escola.

 

De acordo com as reclamações, a prefeitura teria realizado a poda de galhos das arvore existentes na escola no mês de Fevereiro, antes do inicio das aulas, porém os galhos foram deixados próximos a escola. Como não foram recolhidos, outros moradores acabaram por depositar outros tipos de lixo no local, o que vem ocasionando insetos, caramujos e pode se tornar um criadouro do mosquito transmissor da dengue, conta os moradores.

 

Uma moradora usou o aplicativo WhatsApp para relatar o fato. Além do forte odor que toma conta do local, ela diz que também é normal ver bichos peçonhentos, como ratos, mosquitos, insetos e baratas, passeando pelas áreas da escola. 

 

Sheila tem duas sobrinhas que estudam na instituição. Ela relatou que a situação preocupa pais e responsáveis por causa do risco de contaminação e doenças. Ela conta que no inicio do ano letivo, a prefeitura teria realizado a limpeza da escola, realizado a poda de arvores, e até mesmo dedetizado o local, porém os galhos das arvores foram deixados próximo a escola, e vem juntando todo tipo de insetos nas proximidades.

 

Outra moradora disse que funcionários da escola realizaram o corte de grama, e também teriam depositado o lixo no local. Beatriz, que busca o filho todos os dias na escola, disse que ao aguardar o filho sair da escola, já presenciou moradores depositando lixo e entulho no local, o que acaba tornando as proximidades da escola uma verdadeira lixeira a céu aberto.

 

Nossa reportagem foi ao local conferir as reclamações, e constatamos que não é só onde os moradores e pais reclamaram que encontramos lixo e galhos de arvores. Na Rua Rio Dourados, esquina com a Rua Carlos Chagas, esquina da escola municipal, nos deparamos com uma placa sinalizando a proibição de jogar lixo, mas encontramos no local vários galhos de arvores. Em outro ponto, presenciamos várias ramas de mandioca, onde no mesmo local existe placa sinalizando ser proibido jogar lixo.