PUBLICIDADE

Médicos têm até hoje para se apresentar nos muncípios

Reforço beneficiará mais de 6 milhões de pessoas

| AGêNCIA BRASIL


Arquivo/Agência Brasil
PUBLICIDADE

Encerra hoje (28) o prazo para que os profissionais do Programa Mais Médicos se apresentem nos municípios para os quais foram selecionados, dando início às atividades nas unidades de saúde de mais de mil locais brasileiros e em dez Distritos Sanitários Especiais Indígenas.

Ao todo serão 1.975 profissionais selecionados durante o 18º ciclo do programa. Segundo o Ministério da Saúde, o reforço beneficiará mais de 6 milhões de pessoas que vivem nas áreas mais vulneráveis do Brasil.

Algumas delas com histórica dificuldade de acesso, caso de localidades ribeirinhas, fluviais, quilombolas e indígenas.

Nesta primeira fase do 18º ciclo do programa, a seleção priorizou a participação de profissionais “formados e habilitados com registro do Conselho Regional de Medicina (CRM)”, preferencialmente “com perfil de atendimento para a Atenção Primária”.

Para tanto, o Ministério da Saúde estabeleceu “critérios de classificação, como títulos de Especialista e/ou Residência Médica em Medicina da Família e Comunidade”.

Para acessar a lista dos municípios contemplados pelo programa Mais Médicos, clique aqui.



LEIA MAIS

Geral
Morador de rua que dormia no banco de praça é espancado e roubado
Vítima disse ter sido agredida por várias pessoas
Geral
IVINHEMA: Moradora denuncia descaso com Avenida Panamá
Empresária diz que comércios estão sendo esquecidos e ignorados
Geral
Dupla tenta levar moto, vítima recebe ajuda de militar, mas bandidos ainda fogem com bolsa
Geral
Em briga, morador de rua é empurrado e quase cai em córrego
Ele teve de ser socorrido
Geral
Polícia paraguaia impede ‘guerra’ entre PCC e Rotela em presídio na fronteira com MS
Lanças, cordas e facas artesanais foram encontradas nas celas das facções criminosas
Geral
Caminhão com placas de Nova Andradina se envolve em acidente com morte no Paraná
Acidente foi na BR-376, região de Paranavaí e duas pessoas morreram, segundo a PRF
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE