PUBLICIDADE

Presidente Bolsonaro sanciona alteração da Lei de Crimes Ambientais (ÁUDIO)

| AGêNCIA BRASIL


Foto: Carolina Antunes/PR
PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro sancionou, nesta terça-feira, uma alteração na Lei de Crimes Ambientais para aumentar a pena por maus tratos a animais quando a vítima for um cão ou um gato. O texto foi aprovado no último dia 10, pelo Congresso Nacional.

 

Durante a cerimônia que marcou a validação da lei, o presidente disse que tinha certeza que sancionaria, mas chegou a ficar em dúvida se seria com ou sem vetos. É porque a nova lei aumenta a pena desse tipo de crime de 3 meses a 1 ano para até 5 anos de prisão, enquanto que o abandono de incapaz continua com penas de seis meses a três anos. Bolsonaro afirmou que encontrou a solução.

A presidente da organização não governamental Miau Aumigos, Kelly Barroso, comemorou a sanção da lei e lembrou que 29 milhões de lares brasileiros têm cachorro e 11 milhões abrigam pelo menos um gato. Disse que os animais merecem nosso carinho e proteção. Kelly também destacou que a boa relação dos seres humanos com os bichinhos é vantajosa para nós e para eles.

 

Na prática, a mudança na lei faz com que o crime deixe de ser considerado de menor potencial ofensivo. Isso possibilita que a autoridade policial chegue mais rápido à ocorrência. O criminoso será investigado e não mais liberado após a assinatura de um termo circunstanciado, como ocorria antes. Além disso, quem maltratar cães e gatos passará a ter, também, registro de antecedente criminal e, se houver flagrante, o agressor será levado para a prisão.

 

Ao encerrar a cerimônia de sanção da lei, o presidente Jair Bolsonaro fez um pedido para que as pessoas intolerantes simplesmente não convivam com os animais, em vez de agredir os bichos.

 

Para denunciar maus tratos a animais, é importante ter evidências. É a partir desses indícios que qualquer pessoa pode procurar a polícia pelo telefone 190 ou nas delegacias. Em alguns estados já funcionam delegacias especializadas em meio ambiente ou em proteção animal. O Ministério Público e as secretarias de Meio Ambiente também recebem denúncias de maus tratos a animais em todo o país.



LEIA MAIS

Geral
INDICADORES: café inicia a terça-feira (27) com alta no preço
No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve salto de 0,64% e é negociada a R$ 100,63
Geral
Retorno às aulas presenciais é urgente, diz ministro da Educação
Milton Ribeiro citou avanço na vacinação e efeitos de longo prazo do fechamento de escolas para apelar a governadores e prefeitos
Geral
Inscrições do Enem terminam nesta quarta-feira
Geral
Bolsonaro dá entrada no Hospital das Forças Armadas
Presidente chegou ao local na manhã desta quarta-feira (14); segundo fontes do Palácio do Planalto, Bolsonaro sentiu dores e passa por exames
Geral
Conta de luz mais cara puxa maior inflação para junho desde 2018
Índice oficial de preços saltou 0,53% no mês passado e acumulou ganho de 3,77% no primeiro semestre, aponta IBGE
Geral
Cidadãos e empresas estão dispensados de apresentar Certidão Negativa de Débitos para pegar empréstimos
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE