PUBLICIDADE

PMA autua três pessoas em R$ 2,7 mil por pesca ilegal e apreende materiais

Pescadores utilizavam tarrafa e outros itens ilegais

| MIDIAMAX


(Foto: Divulgação / PMA)
PUBLICIDADE

Nesta terça-feira (20), após receber denúncias, a PMA (Polícia Militar Ambiental) de Rio Negro multou três pessoas, por pesca predatória, na região conhecida como Três Pontes, às margens da rodovia BR 419. Dois deles foram autuados em R$ 1mil e o terceiro em R$ 700.

 

Dois infratores são moradores de Corguinho, com 20 e 51 anos, eles foram abordados no início da pescaria, após a captura de três exemplares da espécie piau, todos abaixo da medida permitida por lei.

 

Além disso, foi apreendido uma tarrafa e 11 anzóis de galho, que são itens proibidos, e três molinetes com varas utilizados na pescaria ilegal.

 

Os dois receberam voz de prisão e foram encaminhados à delegacia de Polícia Civil de Rio Negro, onde foram autuados em flagrante por crime ambiental de pesca predatória, cuja pena é de um a três anos de detenção. Eles também foram autuados administrativamente e receberam multa de R$ 1.000,00 cada um.

 

Na mesma região, a equipe da PMA autuou outro pescador, por pesca ilegal. Um homem de 51, também morador de Corguinho, pescava sem licença ambiental. O mesmo não tinha capturado nenhum peixe, com ele, foi aprendido um molinete com vara. Ele foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 700,00.

 

A Pesca sem licença não é crime ambiental. Trata-se apenas de infração administrativa. Pagando a multa, o infrator poderá ter o material apreendido restituído.

Peixes abaixo da medida permitida por lei (Foto: Divulgação / PMA)


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE