PUBLICIDADE

Polícia pede imagens de câmeras e escala de servidores para apurar estupro no HRMS

Suspeito seria um dos funcionários da unidade

| MIDIAMAX


Hospital Regional de Mato Grosso do Sul Rosa Pedrossian, em Campo Grande. (Foto: Edemir Rodrigues, Subcom-MS)
PUBLICIDADE

A Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) assumiu as investigações de estupro de vulnerável cometido contra uma paciente de 36 anos no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul). O caso veio à tona na semana passada, após denúncia feita pela mãe da vítima.

 

Conforme nota divulgada à imprensa nesta segunda-feira (08), pela Polícia Civil, o inquérito está sob os cuidados da delegada Maíra Machado. Foram solicitadas as imagens de câmeras de segurança da unidade de saúde, bem como a escala de plantão dos servidores que estavam de serviço na data dos fatos.

 

A delegada requisitou ainda oitiva com o corpo de enfermagem que estava no plantão. Os funcionários devem ser ouvidos nesta semana. Também deve ser realizado o depoimento da paciente, que poderá comparecer logo que estiver em condições.

 

“Até o momento a autoria não foi identificada, no entanto, a partir do recebimento da escala de plantão dos servidores, será possível a qualificação do suspeito. Após o término das diligências, a Deam informará as conclusões da investigação, com a apuração da autoria e materialidade”, disse a polícia em nota.

 

Conforme já noticiado, a mãe da vítima, uma advogada, procurou a delegacia para registrar a ocorrência. A paciente foi transferida de andar após os fatos e o suspeito seria um técnico de enfermagem que, inclusive, já teria sido afastado das funções. Não foram reveladas outras informações.



LEIA MAIS

Capital
Depósito de material de reciclagem pega fogo e bombeiros são mobilizados
Fogo teria começado com uma bituca de cigarros jogada no local
POLICIAL
Guarda Municipal é recebida a pedradas após denúncia de aglomeração com 100 pessoas em MS
Foram usadas balas de borracha e gás lacrimogênio para a dispersão
Capital
De R$ 15 para R$ 40: alta no preço faz furtos de cobre 'explodirem' na capital
De tampas de bueiros a pé de estatua, moradores relatam o constante furto desse tipo de material
Capital
Menino de 5 anos escapa sem ferimentos graves após ser atropelado por carro em MS
Capital
Não perca a viagem: Saiba o que abre e fecha neste feriado de Tiradentes em Campo Grande
Comércio e supermercados abrem as portas nesta quarta-feira
Capital
Onça-parda é resgatada em estado grave após ser atropelada na BR-163 em MS
Felino foi encaminhado para o Cras, em Campo Grande
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE