Bope prende bandidos que fizeram reféns em hotel invadido no Rio


PUBLICIDADE

Dez criminosos que mantinham funcionários do hotel Intercontinental, em São Conrado, bairro nobre da zona sul do Rio de Janeiro, foram presos por policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) da Polícia Militar. O hotel continua ocupado pelo batalhão, que realiza uma vistoria no estabelecimento para verificar se ainda há algum criminoso no local. A PM não soube informar o número de reféns. O hotel foi invadido após um tiroteio.

Você presenciou o tiroteio na Rocinha? Envie seu relato para o R7

Por volta das 8h30 deste sábado, policiais do 23º batalhão (Leblon) se depararam com veículos ocupados por homens fortemente armados, nas proximidades da favela da Rocinha. Dois policiais ficaram feridos no confronto. Informações preliminares apontam que três criminosos também se feriram e estão em uma unidade de saúde na comunidade.

Hóspedes e funcionários foram retirados do hotel pelo Bope. As ruas no entorno do hotel foram cercadas pela PM e pelo batalhão.

Como a PM recomendou que os motoristas evitem trafegar na região, o trânsito no bairro é tranquilo. Durante o tiroteio, a CET-Rio (Companhia de Engenharia de Tráfego) fechou os túneis Zuzu Angel e Acústico, que dão acesso a São Conrado. Por volta das 9h30, quando o tiroteio havia terminado, os túneis foram liberados.

 


Nos siga no




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE